O estágio é uma etapa de grande importância na vida do estudante e é comum surgirem algumas dúvidas com relação a isso. Uma delas é sobre a possibilidade de fazer estágio depois de formado, especialmente para quem está próximo do fim da graduação.

De acordo com a legislação em vigor, o estágio só pode ser realizado por quem está regularmente matriculado e frequentando aulas numa instituição de ensino. No entanto, há duas exceções. Se você também tem essa dúvida, continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

Qual a duração máxima do estágio?

Além de independência financeira, o estágio é uma excelente oportunidade de adquirir experiência profissional e colocar em prática o que se aprende na faculdade. Por isso, ele é extremamente significativo para a carreira.

Para garantir que a prática profissional seja realizada corretamente — contribuindo com a formação do aluno e sem prejudicar os estudos —, a lei n.o 11.788/08, também conhecida como Lei do Estágio, limita a carga horária e o prazo do termo de compromisso (documento que regulamenta a atividade).

Dessa forma, o estagiário pode permanecer em uma mesma organização por, no máximo, dois anos, exceto quando se tratar de pessoa com deficiência. Sendo assim, após esse período a empresa deve encerrar o contrato ou efetivar o estudante.

Até qual semestre do curso é possível realizar um estágio?

Não há uma data limite para iniciar o estágio, no entanto, algumas empresas dão preferência para universitários que estejam na metade do curso, assim elas poderão renovar o contrato até a duração permitida.

Uma alternativa para quem está terminando a graduação e não tem um emprego fixo ou perspectiva de efetivação no estágio é participar dos programas de trainee.

Embora os processos seletivos sejam extremamente concorridos, essa é uma excelente maneira de ingressar no mercado de trabalho após o término dos estudos, já que os programas aceitam a inscrição de jovens que estejam cursando o último semestre ou que tenham se formado em até dois anos.

Quando é possível realizar o estágio depois de formado?

Há duas classificações de estágio: obrigatório e não obrigatório. No primeiro caso, o estudante deve exercer a atividade conforme carga horária delimitada no projeto do curso e apresentar um relatório final de estágio para se formar. Já os estágios não obrigatórios são opcionais.

Caso o estudante não tenha cumprido o período obrigatório, é possível realizar o estágio mesmo depois da finalização do curso. Contudo, a instituição de ensino deve fornecer uma declaração informando a carga horária pendente e a duração do estágio não poderá ultrapassá-la.

Se a empresa mantiver o estagiário após esse período sem efetivá-lo, a prática será irregular e ela ficará sujeita a penalizações e processo trabalhista.

Alunos de pós-graduação podem estagiar?

Outra forma de realizar estágio depois de formado é optar por uma segunda formação ou especializações na área.

Assim como nas graduações, no caso dos cursos de pós-graduação é necessário ter a aprovação e a mediação da instituição de ensino para estabelecer o termo de compromisso de estágio.

É importante que o universitário tenha conhecimento sobre a legislação para entender quando poderá fazer um estágio depois de formado e evitar problemas no futuro. Esperamos que o artigo tenha esclarecido o assunto!

Gostou do texto? Precisa de outras dicas de estágio e carreira? Assine nossa newsletter e receba novos conteúdos diretamente em seu e-mail!