Ter um perfil no LinkedIn é bastante positivo para quem busca uma oportunidade de estágio, além de ser uma excelente ferramenta de networking. Hoje em dia, muitos recrutadores buscam profissionais na rede, que tem sido útil para que eles analisem os perfis dos candidatos durante os processos de seleção.

Por isso, é importante ter um perfil atualizado e conhecer as principais funcionalidades da plataforma para obter bons resultados por lá. Você já tem um perfil no LinkedIn? Ele é atraente? Confira nossas dicas e veja como melhorá-lo!

Use uma foto adequada e personalize a URL do seu perfil no LinkedIn

A foto escolhida é responsável pela primeira impressão das pessoas quando visitam seu perfil. Por isso, deve estar de acordo com sua profissão. Evite fotos com óculos escuros, em festas ou na praia, ou ainda acompanhado de outras pessoas, por exemplo.

Se você não tiver uma foto adequada, providencie uma hoje mesmo! Escolha um local com boa iluminação, um fundo neutro e, se possível, peça para alguém tirá-la para você.

Já no caso da URL, personalizá-la com seu nome torna o endereço mais simples, o que facilita a busca por seu perfil, o compartilhamento em fichas de inscrição de processos seletivos, além de ficar melhor no currículo. Para alterá-la, acesse sua conta e procure a opção de editar URL.

Mantenha o perfil atualizado

Para deixar seu perfil no LinkedIn atraente, é imprescindível que ele esteja preenchido com seus principais dados profissionais e que esteja atualizado. O primeiro passo para isso é adicionar o cargo pretendido ou seu emprego atual de forma clara e objetiva.

Como a rede funciona com uma busca por palavras-chave, para atrair recrutadores evite frases como “Em busca de estágio” ou “Em busca do primeiro emprego” e opte por termos como “Estudante de Engenharia”.

Outras informações importantes para seu perfil são:

  • formação acadêmica;
  • experiência profissional com o nome da empresa, a duração e as principais atividades e realizações no cargo;
  • habilidades e competências;
  • e-mail para contato.

Se você não tiver experiências profissionais, fale de suas realizações e projetos acadêmicos, das experiências com intercâmbio, de voluntariado e dos cursos relacionados à sua área.

Faça um resumo

Algumas pessoas preenchem o perfil do LinkedIn com pressa e não incluem um resumo. No entanto, é recomendável fazer uma breve apresentação para falar um pouco mais sobre seus interesses pessoais e profissionais.

Outra dica é incluir palavras-chave relacionadas à sua área e ao cargo pretendido. Se tiver bons conhecimentos em inglês, vale apresentar uma versão nesse idioma também.

Procure escrever o texto em primeira pessoa e em um tom pessoal e não se esqueça de revisar bem o conteúdo para evitar erros de português ou inglês e de digitação.

Crie uma rede de contatos e interaja com suas conexões

Outra etapa importante é estabelecer uma rede de contatos com outros profissionais para fazer networking, trocar experiências e aprofundar os conhecimentos. Quem acabou de chegar à rede pode se conectar com colegas de sala e professores, por exemplo, além de seguir as páginas de empresas de seu interesse.

Evite fazer conexões aleatórias apenas para aumentar o número pessoas no perfil: priorize a qualidade de sua rede ao se conectar com profissionais relevantes para seu objetivo. Ao enviar um pedido para se conectar com um usuário, inclua uma mensagem personalizada com o convite.

Outro passo significativo é interagir com suas conexões. Para isso, acompanhe as publicações, faça comentários, compartilhe informações relevantes e assim por diante. Uma boa estratégia para divulgar seus conhecimentos e ampliar a visibilidade de seu perfil é criar artigos sobre sua área de atuação.

O perfil no LinkedIn pode ser uma ferramenta estratégica para a obtenção de uma oportunidade profissional e para o desenvolvimento da carreira — por isso, separe um tempo para preenchê-lo com calma e atenção.

Gostou do conteúdo? Siga nossas páginas no Facebook e no LinkedIn e receba mais dicas sobre o assunto!