Você já parou para pensar em como o tempo passa rápido quando o assunto é trabalho? Por mais produtivo que você seja, as atividades parecem se multiplicar e oito horas de trabalho por dia já não são mais suficientes para resolver tudo o que se precisa.

Essa sensação de pouco tempo para muitas entregas é mais comum do que se imagina e afeta profissionais de todas as áreas e em negócios de todos os tamanhos. Se você se identificou com a situação, não precisa se preocupar! Existem técnicas de gerenciamento do tempo que podem te ajudar.

Quer saber mais? Continue lendo e veja 3 dicas para gerenciar o tempo e colocar o trabalho em dia.

Organize-se

Quanto mais tarefas surgem, maior a sensação de “sufoco” e de que não será possível entregá-las, não é mesmo? Mas é importante se atentar para o fato de quem nem toda atividade demanda o mesmo tempo e esforço. Por isso é importante organizar o trabalho.

Liste todas as tarefas e estime o tempo que deve investir em cada uma delas. Pode ser que no meio do caminho você perceba que estimou errado, mas esse é um importante ponto de partida. Uma boa dica é criar uma rotina e definir as atividades do dia, da semana e do mês.

Organizando as informações dessa forma, fica mais fácil ter uma visão mais ampla das entregas e é possível compensar o tempo perdido, caso haja algum imprevisto.

Crie uma matriz de prioridades

Essa dica é fundamental para definir qual tarefa fazer primeiro. Faça um desenho assim (pode ser no papel mesmo): na horizontal, trace uma linha da esquerda para a direita e a nomeie como “Urgente”. Na vertical, no centro da primeira linha, trace outra de baixo para cima, chamada “Importante”. O desenho formará uma matriz com quadrantes, na qual quanto mais à direita, mais urgente. E quanto mais para cima, mais importante.

Feito isso, analise cada atividade na sua lista e defina se ela é ou não é urgente e se ela é muito ou pouco importante. E então, de acordo com essas respostas, coloque cada atividade em um quadrante.

Assim fica mais fácil priorizar: você fará primeiro o que é urgente e importante, depois o que é urgente e não tão importante. Em seguida, fará o que é importante e não urgente e, por fim, avalie se realmente é necessário seguir com as atividades que você definiu como não urgentes e pouco importantes.

Essa matriz ajuda não só a gerenciar o tempo, mas também na tomada de decisões, já que dá uma visão clara de todas as demandas.

Delegue atividades

Essa talvez seja a maior dificuldade, principalmente de profissionais liberais. Como você já está acostumado com as tarefas, já sabe muito bem como fazê-las, fica complicado deixar que outra pessoa faça, não é verdade? Mas se desprenda desse receio e entenda a delegação de tarefas como uma ajuda.

Delegue atividades mais operacionais e você terá mais tempo para as tarefas que exigem mais conhecimento. Além disso, você poderá se dedicar à estratégia de seu negócio. Afinal, quem não quer pensar em formas de ganhar mais dinheiro?

Se você ainda não tem a quem delegar, pense na possibilidade de contratar um novo colaborador. Um estagiário pode ser uma alternativa economicamente viável e estrategicamente promissora. Sem dúvida ele vai te desafogar e ajudar nas tarefas mais corriqueiras que não podem deixar de ser feitas.

Gostou das dicas? Compartilhe esse post em suas redes sociais e ajude mais pessoas a gerenciar o tempo e colocar o trabalho em dia!

Powered by Rock Convert