Ter uma mentalidade empreendedora é essencial para conseguir um emprego ou começar o próprio negócio.

No atual mercado de trabalho, com altíssima competitividade e oportunidades escassas, o estudante precisa ter uma atitude empreendedora e ser o dono do seu próprio futuro profissional. Contar somente com o auxílio das centrais de carreira da universidade para conseguir uma vaga de estágio ou emprego não é mais uma realidade. O universitário precisa arregaçar as mangas e lançar mão de novas formas de construir uma carreira.

Um estudo norte-americano conduzido pela InternMatch.com com 4 mil estudantes universitários apontou que 50% dos alunos não estão usando as centrais de carreira de suas universidades e 64% apostam em sites e outras fontes online para buscar oportunidades. No entanto, 94% ainda acreditam que a ajuda da universidade é essencial na busca por um estágio ou emprego.

O objetivo das centrais de carreira das instituições é preparar o aluno para o mundo do trabalho e auxiliá-lo na busca de vagas. No entanto, elas não estão acompanhando a velocidade das ferramentas online e podem acabar ficando obsoletas. Por isso, é preciso que os estudantes diminuam a dependência das centrais de carreira e comecem a criar uma mentalidade mais independente e empreendedora, seja para buscar uma carreira tradicional ou para iniciar um novo negócio.

A seguir, confira 5 atitudes empreendedoras para ter um futuro profissional de sucesso:

01) Eventos para universitários

Se sua universidade estiver oferecendo um evento no campus, não deixe de participar. Geralmente são oferecidas palestras com ex-alunos e profissionais, apresentação de painéis e debates, que podem ser extremamente valiosos para quem está entrando agora no mercado. Além de aprender mais sobre o universo do trabalho, os eventos universitários proporcionam o contato com novas pessoas, que podem te ajudar na busca por uma vaga. Fique atento também aos eventos de outras instituições e organizações que sejam abertos ao público. Quanto mais oportunidades, melhor.

02) Estabeleça conexões com ex-alunos

Ao invés de ir até a central de carreiras da sua universidade para buscar informações sobre como fazer um currículo, por exemplo, peça a um funcionário para apresentá-lo a um ex-aluno da instituição que esteja no mercado de trabalho ou que tenha o próprio negócio. Dessa forma, você poderá consultá-lo diretamente, tirando dúvidas sobre o mundo do trabalho, pedindo dicas de como começar a procurar emprego ou até conseguir mentoria para um projeto de empreendedorismo.

03) Faça cursos on-line

Os cursos online gratuitos podem ser uma ótima maneira de aumentar seus conhecimentos e aprimorar algumas habilidades. Muitos sites oferecem aulas on-line nas mais diversas áreas e sem cobrar nada por isso. Acesse os websites das universidades e navegue pela área de cursos para ver o que estão oferecendo. Sites como Coursera, Khan Academy e Miríada X também disponibilizam cursos de importantes instituições de ensino do mundo todo.

04) Viva e colecione experiências

Isso significa fazer estágios, trabalhos freelance, atividades de voluntariado e atuar em empresas juniores. Qualquer tarefa que possa servir como uma boa experiência deve ser considerada. Ao arregaçar as mangas e participar de diferentes projetos, em diferentes organizações, além de acumular aprendizado, será uma forma de você descobrir se gosta mesmo da sua área de atuação e também de ampliar seu networking.

05) Comece seu próprio negócio

Se você não está encontrando um bom estágio, então crie sua própria vaga no mercado por meio do empreendedorismo. Ao desenvolver um novo negócio os estudantes aprenderão mais sobre gestão de empresas e também criarão uma fonte de receita. E quem sabe, no futuro, o projeto de empreendedorismo universitário não acaba se transformando em uma companhia de sucesso.

Fonte: Universia Brasil

http://noticias.universia.com.br/emprego/noticia/2016/10/03/1144174/jovens-estudantes-devem-mentalidade-empreendedora.html