Você tem dúvidas sobre como administrar seu salário de estagiário? Essa questão é comum a muitos jovens profissionais que ingressaram no mercado de trabalho recentemente e ainda não sabem como utilizar o dinheiro que recebem no fim do mês.

Conseguir um estágio é uma conquista e, com certeza, uma das melhores experiências para quem está estudando. Além de ser o pontapé inicial na carreira de todo estudante, o estágio significa ter certa independência, porque, junto com a oportunidade de trabalho, vem também o tão sonhado salário.

Contudo, é fundamental lidar bem com o próprio dinheiro para não iniciar a vida financeira com dívidas. Pensando nisso, decidimos dar algumas dicas valiosas para que você entenda como administrar seu salário de estagiário.

Quer saber mais? Continue a leitura!

Faça um bom planejamento

É imprescindível que você saiba exatamente para onde seu dinheiro está indo. Portanto, é sempre bom fazer um planejamento de gastos e investimentos para controlar o seu salário e utilizá-lo da melhor maneira possível.

Sugerimos que algo em torno de 50% do seu salário seja voltado às despesas mais importantes, como: ajudar em casa (ou pagar o aluguel); pagar contas, como internet, energia e derivados; e também manter a mensalidade da faculdade em dia.

Cerca de 40% do valor recebido deve ser utilizado para pagar o restante de suas dívidas, investir nos estudos (com a compra de livros, realização de cursos etc.) e em atividades de lazer, que são necessárias para sua qualidade de vida. Afinal, nem só de trabalho vive o ser humano, não é mesmo?

Além disso, procure separar 10% desse montante para investimentos. Com essa atitude, você garante uma reserva financeira em caso de imprevistos e pode guardar dinheiro para um sonho, como a compra de carro, uma viagem ou um intercâmbio. Se conseguir economizar e separar uma quantia maior para essa finalidade, melhor ainda!

Não gaste mais do que você pode

Muitas pessoas, por descontrole, acabam gastando mais dinheiro com lazer e compras do que deveriam. Esse é um erro gravíssimo e bem típico de quem não sabe como administrar seu salário.

Esse é o principal motivo de indicarmos o planejamento de gastos. Assim, você sempre saberá se suas despesas estão dentro do seu orçamento. Caso os gastos sejam maiores que a renda, então é hora de adequar o seu padrão de vida ao seu salário.

Tome nota de todos os seus gastos, desde o cafezinho que você toma depois da aula à mensalidade da faculdade. Utilize aplicativos para controle financeiro ou faça a anotação em um caderno para acompanhar seus gastos, ver onde é possível economizar e manter as finanças em dia.

Tente fazer o seu dinheiro render para arcar com todas as despesas fixas, e corte os gastos supérfluos. Para não deixar sua conta no vermelho, sugerimos que você reduza as compras em shopping, gastos em bares e restaurantes e com o uso do celular.

Cuidado com períodos específicos

Não caia na tentação de grandes liquidações de início e fim de ano, ou em troca de estações. Os preços mais baixos favorecem a compra por impulso de calçados, peças de verão ou de inverno, entre outros itens, e podem comprometer seu orçamento no fim do mês.

Além disso, estagiários não recebem 13º salário. Então, se você não tiver dinheiro para comprar presentes de Natal, evite fazer dívidas. Com certeza, seus familiares entenderão.

Use o cartão de crédito com cautela

Um levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) mostrou que 8 em cada 10 brasileiros têm dívidas no cartão de crédito.

Utilizar o limite do cartão como uma extensão de sua conta bancária pode atrapalhar a administração do seu salário. Use essa forma de pagamento com cautela e apenas em situações emergenciais. Ou, para comprar itens essenciais e um pouco mais caros, de maneira parcelada, caso você não tenha o dinheiro para pagar à vista.

O pagamento com o cartão de crédito gera uma dívida para os meses seguintes e que comprometerá seu orçamento durante esse período. Além disso, os juros costumam ser altos e, se a fatura total do cartão não for paga, você contrairá uma dívida maior ainda. Sendo assim, só recorra a ele se tiver dinheiro para pagá-lo no mês seguinte.

Tenha uma reserva financeira

Imprevistos podem acontecer: você pode precisar de um livro muito caro ou ter que pagar um conserto no encanamento da sua casa, por exemplo. Portanto, é necessário estar preparado para situações como essas.

Como o estágio não é a certeza de um emprego — e essa modalidade de trabalho não dá direito ao seguro-desemprego ou ao fundo de garantia — é fundamental ter uma reserva financeira para arcar com as despesas caso seu contrato seja encerrado e você não tenha outra oportunidade de emprego em vista.

Na hora de administrar seu salário, separe uma quantia, mesmo que pequena, para o futuro. Esse dinheiro pode ser colocado numa caderneta de poupança ou em qualquer outra forma de investimento que ofereça segurança e autoridade para sacá-lo em caso de emergência.

O ideal é juntar um montante que seja equivalente a alguns meses de despesa. Assim, você terá uma reserva financeira para recorrer e não precisará se afundar em dívidas.

Invista nos seus estudos

Sabemos que fazer uma faculdade não é mais considerado um diferencial no mercado, e sim um requisito básico. Por isso, todas as atividades que podem ser agregadas ao seu currículo devem ser levadas em consideração ao administrar seu salário.

Há diversos cursos online e gratuitos que contribuem para seu desenvolvimento profissional, mas muitos cursos, eventos, palestras e congressos são pagos. Sempre que participar de algum deles, inclua os valores em seu orçamento mensal.

O conhecimento em outro idioma também é uma habilidade importante para a carreira. Se você pensa em fazer um curso de inglês, ou um intercâmbio, precisa separar uma parte de seu salário de estagiário para isso.

Aplique seu salário de estagiário em investimentos

Outra atitude significativa é poupar o salário para objetivos em médio e longo prazo. Nesses casos, procure aplicar seu dinheiro em locais mais rentáveis que a poupança. Algumas opções de investimento são: previdência privada, fundos de investimentos, ações e títulos públicos, como o tesouro direto.

Analise as alternativas disponíveis no mercado e veja qual é a mais adequada. Preste atenção a fatores como o valor que você tem para aplicar por mês, o prazo em que deseja acumular o dinheiro, o risco do investimento, entre outros.

Investir na sua carreira é uma forma de impedir que você gaste com bobagens. Os resultados podem demorar a aparecer, mas valem a pena. Afinal, ao investir no seu futuro, você garante que conseguirá um trabalho melhor e, logo, um salário mais alto.

Esperamos que o texto tenha esclarecido suas dúvidas sobre como administrar seu salário de estagiário. Com foco, disciplina e um bom planejamento financeiro, você perceberá que é possível fazer milagres com seu salário para conseguir arcar com as despesas do mês e ainda economizar para o futuro!

Gostou do nosso post? Então, não se esqueça de nos seguir nas redes sociais para acompanhar todas as novidades. Estamos no Facebook e no LinkedIn.

Powered by Rock Convert