4 práticas eficientes para fazer contratação temporária

contratação temporária
4 minutos para ler

Diversas empresas investem em contratação temporária quando precisam reforçar suas equipes. É o que acontece, por exemplo, com lojas em época de fim de ano e com indústrias durante os períodos sazonais, como Natal e Páscoa. Mas essa modalidade de trabalho ainda pode ser útil em outras situações, a fim de manter a produtividade sem ter grandes impactos nos custos com o quadro de colaboradores ao longo do ano.

Quer saber mais sobre esse tipo de contratação e conferir dicas para selecionar o profissional ideal? Então, continue a leitura!

Como funciona a contratação temporária?

Esse estilo de contrato visa o recrutamento de profissionais para atuarem em um período específico. De acordo com a legislação vigente, ele pode ter duração de 180 dias e ser renovado por até 90 dias.

O trabalho temporário pode acontecer por um aumento na demanda do negócio ou para suprir alguma necessidade, como as férias ou a licença de um colaborador. Logo, é uma alternativa capaz de atender a empresas de variados portes e segmentos.

O que fazer para acertar nessa contratação?

Se você resolveu investir em uma contratação temporária para ampliar a sua mão de obra, é importante ficar por dentro de algumas boas práticas para acertar nesse processo. Veja!

1. Entender a legislação

As regras, as normas e os deveres dessa modalidade foram instituídos pela Lei nº 6.019/1974 e atualizados com a reforma trabalhista de 2017. Assim, além da duração do contrato, o empregador precisa dar atenção a uma série de fatores para cumprir com as suas obrigações e evitar problemas futuros.

Powered by Rock Convert

O colaborador provisório deve ser contratado por intermédio de uma empresa ou agência de trabalho temporário com registro no Ministério da Economia. Essa empresa ficará responsável pelo registro na carteira de trabalho, pelo pagamento do salário e pelo recolhimento do FGTS e do INSS.

O novo contratado poderá atuar em qualquer atividade dentro do negócio desde que o salário e a carga horária dele sejam compatíveis com a de profissionais CLT que tenham funções similares. Além disso, as férias devem ser fornecidas de modo proporcional à duração do acordo, e o trabalhador tem direito a repouso semanal remunerado.

2. Mapear as necessidades do cargo

Mesmo que seja uma contratação temporária, é fundamental selecionar profissionais qualificados. Sendo assim, analise as características do cargo para estipular o perfil ideal do trabalhador. Identifique se é preciso ter alguma formação específica, habilidades comportamentais, entre outros fatores que garantam esse alinhamento.

3. Encontrar uma boa agência de trabalho temporário

Outra etapa é a busca pelo fornecedor que intermediará a contratação. É importante fazer isso de forma adequada para não ter problemas no futuro, pois a legislação esclarece que se a agência de trabalho temporário falir, a responsabilidade do contrato será do empregador. Portanto, analise a credibilidade e a experiência no mercado antes de fechar o acordo.

4. Realizar entrevistas com os candidatos

A empresa de trabalho temporário faz a seleção dos principais candidatos, mas você também pode participar ativamente do processo, especialmente no momento das entrevistas. A atitude é positiva para conhecer melhor os interessados e selecionar os profissionais mais alinhados com o cargo, com os objetivos e com os valores da companhia.

A gestão de um negócio envolve diversos fatores, e ter uma equipe em tamanho adequado é essencial para o sucesso dele. Diante disso, a contratação temporária se torna uma boa solução para manter a produtividade e o bom desempenho de todos.

Outra modalidade de trabalho interessante é o estágio. Que tal aprender mais sobre ela? Confira agora como conduzir o processo de recrutamento e seleção de estagiários.

Powered by Rock Convert
seguro de estágioPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.