A chegada de novos tempos sempre traz novos desafios. E, alguns deles, estão associados às gerações. A era digital, por exemplo, já teve os seus primeiros frutos: os millennials, também chamados de geração Z (indivíduos que nasceram a partir dos anos 2000 e já estão perto de atingir a maioridade).

A questão aqui é: como a chegada da geração Z no mercado de trabalho vai afetar a sua empresa? Existem várias consequências dessa mudança, e muitas delas são positivas. Há muito potencial nessa nova geração, já que foram os primeiros a, de fato, nascer em meio à tecnologia.

Porém, para recebê-los adequadamente no seu negócio, é importante que a empresa se adapte um pouco. Descubra como fazer isso:

O choque de gerações na sua empresa

Dentro das empresas, os baby boomers eram os principais gestores devido à sua experiência acumulada. Mas, nos últimos anos, eles têm se retirado para a sua merecida aposentadoria, deixando a geração X no seu lugar.

Até o momento, o principal conflito era entre a praticidade da ambiciosa geração X e a dinamicidade da geração Y, que não se prendia a muitos preceitos de hierarquia, por exemplo. E como a geração Z entra nisso?

A chegada da geração Z ao mercado

Primeiramente, vamos listar o que essa nova geração mais busca e como a sua empresa pode se adaptar para encontrar um meio termo.

Flexibilidade de trabalho

O modelo de trabalho flexível se encaixa no perfil mais espontâneo da geração Z.

Os Ys já buscam adequar a sua rotina às suas necessidades, mas os Zs tendem a um comportamento mais “anárquico”. A monotonia de um escritório não é nada agradável para essa geração.

Prazos e metas desafiadoras funcionam melhor do que horários fechados e tarefas de rotina. Ainda deve haver um controle sobre o desempenho, para que aprendam a ter disciplina — mas o ideal é proporcionar o máximo de autonomia possível.

Crescimento rápido

Não basta crescer: cada sucesso precisa ser marcado. A sensação de estagnação se firma muito mais rápido na geração Z do que em qualquer outra, o que dificulta a visão em longo prazo. Esse é um dos maiores desafios da geração Z no mercado de trabalho.

Existem 2 maneiras de se aproximar desse problema:

Criar pequenas metas

Dividindo cada grande objetivo em desafios menores, é possível manter o ritmo e o ânimo desses jovens mais imediatistas. Inserir recompensas menores ao longo do caminho também é uma forma de promover a persistência ao longo do tempo.

Desenvolver um plano estruturado

Apesar de jovens apressados, eles são muito mais compreensíveis do que aparentam. Se você orientá-los ao longo do processo para que vejam o objetivo final em vez do imediato, há uma chance razoável de que eles acompanhem a sua ideia.

Feedback constante

Apesar de demonstrar muitos sinais de ousadia e de expectativas astronômicas, a geração Z no mercado de trabalho ainda é um tanto insegura.

Os primeiros contatos com grandes empresas costumam envolver algumas represálias e autocríticas devido a pequenos erros. Então, é importante que você mantenha um sistema de feedback prático e constante.

Comunicação é a marca dessa geração. Quanto mais informação você puder trocar com eles, melhor será para a empresa.

Quer discutir outras formas de lidar com a geração Z no mercado de trabalho para aproveitar todo o seu potencial? Então escreva um comentário!

Powered by Rock Convert