A cada seis meses, os estudantes que estão exercendo uma atividade profissional ligada a sua formação devem entregar o relatório de atividades de estágio, e nesse momento surgem algumas dúvidas sobre a elaboração e a importância do documento.

O relatório é uma forma do aluno demonstrar as atividades profissionais que realizou durante os meses que estagiou em uma determinada empresa. Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura!

Qual é a importância do relatório?

Não há dúvidas da importância do estágio na vida de um estudante, certo? Essa experiência permite que ele coloque em prática aquilo que aprende em sala de aula, além de contribuir para o desenvolvimento de habilidades essenciais na vida profissional e que dificilmente são aprendidas sem a vivência no meio empresarial.

Contudo, para garantir que as atividades realizadas sejam condizentes com a formação do estudante e que a experiência esteja agregando desenvolvimento ao estagiário, as instituições de ensino precisam acompanhar esse processo de perto, o que é feito por meio do relatório de estágio.

Dessa forma, de acordo com a Lei 11.788, o estudante e a empresa devem entregar um relatório de atividades de estágio para a instituição de ensino.

Quem deve fazer o relatório de estágio?

A parte concedente do estágio têm a obrigação de emitir o relatório de atividades e enviá-lo para a Instituição de Ensino do Aluno com vistas ao estagiário. Algumas pessoas acreditam que isso deve ser feito apenas quando o contrato é encerrado, no entanto, é necessário entregá-lo semestralmente.

Os alunos que realizam estágio obrigatório, além dos relatórios periódicos, também precisam elaborar um relatório final que precisará ser aprovado pelo coordenador ou professor responsável para que os créditos referentes ao estágio curricular obrigatório sejam validados.

Como fazer um relatório de atividades de estágio?

A estrutura do documento varia de acordo com a universidade, por isso, é importante verificar as regras com a sua instituição de ensino.

Algumas instituições contam com modelos prontos que são disponibilizados ao aluno pelo site ou no setor responsável pela coordenação do estágio. O relatório simples, geralmente, apresenta os dados do estagiário e da empresa, o horário de trabalho e as atividades exercidas.

Entretanto, muitas universidades solicitam um relatório mais abrangente, sendo necessário em estágios obrigatórios ou não. Nesses casos, a estrutura básica do documento deve conter:

  • introdução: esta seção apresenta os objetivos do estágio, uma breve descrição da empresa, a carga horária, entre outras informações.

  • desenvolvimento: aqui serão especificadas as atividades desenvolvidas e demonstrado como elas contribuíram com os objetivos do estágio descritos no início do relatório. Também pode-se incluir os equipamentos e materiais utilizados, bem com as condições de trabalho.

  • conclusão: nesta etapa, deve-se avaliar a experiência, citando, por exemplo, os principais aprendizados e a relevância do estágio para a formação profissional.

O documento deve seguir as normas da ABNT e contar com: capa, folha de rosto e/ou folha de aprovação, sumário, introdução, desenvolvimento, conclusão, bibliografia e anexos, caso sejam necessários.

O relatório de atividades de estágio é um documento importante na vida do estudante e deve ser elaborado com atenção e dentro do prazo para evitar problemas futuros.

Para mais detalhes sobre as atribuições da parte concedente na contratação de estagiários clique aqui

Está em busca de um novo estágio? Cadastre seu currículo no nosso portal e confira as vagas disponíveis!  

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert