Rotatividade nas empresas: saiba agora como evitar

rotatividade nas empresas
6 minutos para ler

A rotatividade nas empresas, também conhecida como turnover, pode trazer diversos prejuízos. Isso acontece, principalmente, pelo alto custo relacionado às verbas rescisórias, além da necessidade de fazer processos seletivos, treinamentos e outras tarefas para a inclusão de novos colaboradores na empresa.

Por isso mesmo, é fundamental entender a importância de combater a alta rotatividade e como evitar que isso aconteça na empresa, mantendo os empregados e estagiários com contratos ativos por mais tempo.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura deste conteúdo!

Qual a importância de reduzir a rotatividade?

Existem diversos motivos para reduzir a rotatividade que afetam a parte financeira e os resultados da empresa, assim como o bem-estar dos colaboradores. Todos eles estão interligados, o que torna fundamental investir em práticas para a redução de turnover.

Quando a empresa não precisa passar por constantes processos seletivos e rescisórios, devido à substituição de profissionais contratados, é possível identificar uma redução nas despesas.

Além disso, ao investir em práticas para diminuir a rotatividade, é comum adotar uma postura que valorize os colaboradores e ofereça benefícios reais, fazendo com que eles fiquem mais motivados. Isso diminui a necessidade de que o empregador tome a iniciativa de rescindir o contrato devido ao baixo rendimento do profissional.

Com a manutenção de contratos mais longos e a retenção de talentos, você também terá uma equipe mais alinhada aos objetivos e a cultura do negócio, aumentando a produtividade e trazendo melhores resultados.

Tudo isso ajudará na criação de um ambiente de trabalho mais agradável, com colaboradores satisfeitos e engajados com a empresa. Porém, para atingir esse objetivo, é preciso estruturar os processos internos e fazer avaliações constantes para identificar pontos de melhoria a fim de manter os resultados.

Como evitar a rotatividade nas empresas?

Se você quer aproveitar os benefícios de reduzir a rotatividade na empresa, é importante entender como é possível fazer isso. Para ajudar, separamos as principais dicas sobre o assunto, veja só!

Alinhe o processo seletivo

O primeiro passo para evitar a alta rotatividade é investir em um processo seletivo de qualidade. A contratação das pessoas certas é fundamental para manter os contratos ativos e reduzir a rotatividade na empresa. Aqui, é preciso ter atenção à descrição da vaga, que deve trazer informações completas, como:

  • requisitos mínimos;
  • competências desejadas;
  • remuneração;
  • benefícios.

A divulgação da vaga deve ser feita pelos canais certos, a fim de alcançar o público que atenda às exigências da empresa. Além disso, o RH deve ter atenção à triagem de currículos de acordo com os pré-requisitos buscados.

Por fim, a realização da entrevista e, se for o caso, de testes ou dinâmicas, deve ser bem planejada de modo a permitir uma avaliação completa do candidato. Somente assim a empresa terá mais segurança para escolher o profissional contratado.

Prepare-se para treinar o profissional

Encontrar profissionais experientes é um ótimo diferencial, mas nem sempre isso garantirá a melhor escolha para a sua empresa. Muitas vezes, pessoas que buscam a primeira oportunidade de estágio ou de emprego têm outras habilidades importantes, que trarão benefícios para o negócio.

Powered by Rock Convert

Por isso mesmo, ao iniciar um processo seletivo, é importante estar preparado para oferecer treinamentos e capacitações para o contratado. Isso aumentará o número de pessoas que preenchem os requisitos e pode fazer com que você encontre um candidato que tem potencial de crescer com a empresa.

Crie um plano de carreira

Uma forma de incentivar o trabalho e fazer com que os colaboradores se empenhem em suas funções é oferecer oportunidades de crescimento na empresa. Nesse caso, o plano de carreira tem um papel fundamental ao demonstrar quais são as alternativas existentes e os requisitos para alcançar.

Por exemplo, os contratos de estágio podem durar até 2 anos, em regra, mas depois desse período é possível efetivar o estagiário, para que ele seja um empregado formal. Ao identificar essa possibilidade, muitos estudantes investem nessa oportunidade para mostrar o seu potencial e crescer profissionalmente.

Dessa forma, mesmo que surja uma vaga para outro estagiário, ainda assim você contará com um novo empregado que já está alinhado à cultura e aos processos da empresa.

Ofereça benefícios

A concessão de benefícios incentiva os colaboradores e mostra que a empresa valoriza o trabalho prestado, aumentando o engajamento. Como consequência, essa é uma forma de reter os talentos e evitar que eles procurem outras oportunidades no mercado.

Além disso, como a motivação costuma melhorar os resultados apresentados, isso reduz as chances de que a empresa decida rescindir o contrato. As vantagens ofertadas podem ser financeiras, como:

  • plano de saúde;
  • vale-alimentação ou refeição;
  • vale-cultura;
  • participação nos lucros.

Contudo, existem outros benefícios que podem ser utilizados, como flexibilidade de horário por meio do home office, premiações ou parcerias com outras empresas para conceder desconto em produtos e serviços.

Invista no onboarding

Você conhece o processo de onboarding de colaboradores? Ele tem o objetivo de promover a integração entre os novos profissionais e a empresa. Nesse momento, o RH apresentará aos contratados o restante da equipe, os objetivos do negócio, os processos e outras informações relevantes sobre o funcionamento da companhia.

Investindo nessa etapa, os novos colaboradores terão mais facilidade para entender a cultura empresarial e o funcionamento do negócio. Portanto, prepare o setor de RH para aplicar essa técnica após a contratação.

Tenha uma cultura de feedback

A cultura de feedback é fundamental para o sucesso da empresa e para a retenção de talentos. É importante que os líderes saibam como dar retorno aos colaboradores sobre o seu desempenho, elogiando os pontos positivos e indicando quais são os negativos para que eles tenham a oportunidade de melhorar.

Por outro lado, também é importante estar aberto aos feedbacks dados pelos empregados e estagiários. Isso permitirá que você avalie os acertos e os erros na gestão de colaboradores, a fim de tomar as medidas necessárias para corrigir eventuais problemas.

Aplicando essas dicas e investindo em um bom processo de recrutamento e seleção, com certeza a sua empresa conseguirá reduzir a rotatividade de colaboradores e aproveitar todos os benefícios que isso proporciona para o negócio.

Gostou do conteúdo sobre rotatividade nas empresas? Se você quer saber mais sobre o assunto, baixe gratuitamente o nosso e-book: Guia sobre recrutamento e seleção de estagiários!

Powered by Rock Convert
seguro de estágioPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.