Muito se fala sobre a importância da cultura organizacional para o sucesso das empresas. Isso não é à toa. Com uma cultura sólida e bem definida, é possível que uma organização se torne cada vez mais próspera e respeitada em seu segmento.

Mas, afinal, o que é cultura organizacional? De forma simples, ela pode ser definida como o conjunto das crenças e dos valores que são legitimados no ambiente corporativo. Basicamente é a forma como as coisas são feitas dentro da empresa.

Por ser um fator extremamente relevante para o dia a dia do negócio, é recomendado que você conheça mais sobre ele. Continue lendo e entenda a importância da cultura organizacional, seus principais impactos e como construir uma. Boa leitura!

Qual a importância da cultura organizacional?

Certa vez, Peter Drucker, considerado o pai da administração moderna, disse que a cultura de uma empresa devora a estratégia no café da manhã. Com essa afirmação, podemos imaginar o quanto é significativo que uma companhia construa uma cultura de excelência.

Aliás, vale destacar a cultura de algumas das mais bem-sucedidas empresas da história. Na Toyota, a cultura está focada na qualidade. Na Ambev, na alta produtividade. Na Disney, no encantamento dos clientes. Na Pixar Animation, na inovação.

Ao definir a cultura organizacional, é possível dar alma ao negócio e concentrar as forças, as crenças e os valores na busca de um grande objetivo — que pode ser a qualidade, a satisfação, a inovação etc..

Todos os profissionais da corporação, líderes ou não, fazem parte desse processo. Afinal, a cultura é moldada no dia a dia da companhia, o que influencia os processos internos, a forma como os profissionais trabalham e se relacionam, entre outras situações.

Quais os tipos de cultura organizacional?

A cultura de uma empresa, geralmente, surge a partir dos objetivos e valores do seu fundador. Entretanto, esses atributos podem mudar ao longo do tempo para adequar o negócio à realidade do mercado, à inovação e ao que mais for pertinente. Alguns exemplos de cultura organizacional são:

  • cultura de poder — esse tipo de cultura, em que normalmente o poder fica concentrado no dono, é voltado para resultados;
  • cultura de papéis — a empresa é orientada por regras e tem cargos e funções definidas hierarquicamente (cada profissional tem um papel importante na companhia);
  • cultura de pessoas — o capital humano é colocado em primeiro lugar (as empresas entendem que os colaboradores precisam ser incentivados e valorizados).

Além dos tipos listados acima, a cultura organizacional pode ser marcada por características como atenção aos detalhes, inovação, orientação para a equipe, entre outras.

Quais os principais impactos no empreendimento?

A cultura organizacional é capaz de moldar a forma como os funcionários pensam, agem e reagem dentro da empresa, mesmo os mais novos. Por isso, quando existe uma cultura eficiente, o empreendimento consegue colher uma série de benefícios. Veja os principais:

  • aumento da produtividade dos profissionais;
  • maior comprometimento com os resultados desejados;
  • maior compromisso com os valores da companhia;
  • melhoria no clima organizacional;
  • diferenciação da empresa no mercado;
  • alinhamento de toda a liderança;
  • maior objetividade nas ações estratégicas;
  • melhoria no atendimento aos clientes finais.

Um excelente exemplo de como a cultura impacta no dia a dia da empresa é o da Amazon, companhia que atua no comércio eletrônico. Ela é mundialmente conhecida por sua cultura focada na satisfação dos clientes.

De acordo com matéria divulgada pela HSM Experience, por várias vezes, Jeff Bezos, CEO da Amazon, carregou uma cadeira vazia para as reuniões com os executivos. A instrução era simples: a cadeira representa os clientes, e toda a decisão deveria ser tomada pensando neles.

A cultura organizacional também tem impacto na formação da equipe, bem como na atração e na retenção de talentos. Empresas com uma cultura sólida costumam apresentar um bom ambiente de trabalho, além de maior engajamento e motivação dos colaboradores. Todos esses fatores contribuem para manter profissionais qualificados e alinhados com a cultura e os objetivos da organização.

Além disso, ao definir o perfil do seu negócio e os seus principais valores, você conseguirá contratar colaboradores mais alinhados às propostas. Se a cultura da empresa está voltada para a excelência no atendimento, por exemplo, contar com profissionais que tenham habilidades de comunicação e empatia será ainda mais positivo.

Qual a diferença entre clima e cultura organizacional?

É comum haver certa confusão com esses dois termos. Entretanto, é preciso esclarecer que enquanto a cultura organizacional é formada por crenças e valores e tem o objetivo de direcionar a atitude da equipe, o clima organizacional está relacionado ao ambiente da empresa.

O clima pode ser definido como um conjunto de elementos que influenciam o ambiente de trabalho. Isso pode acontecer direta ou indiretamente, como fofocas, falta de liderança, entre outros aspectos.

Contudo, por mais que sejam assuntos distintos, eles devem ser analisados em conjunto. O clima organizacional pode ser um termômetro para a satisfação e o engajamento dos colaboradores com a cultura da companhia.

Como construir uma cultura organizacional?

Depois de entender a importância da cultura organizacional e seus impactos, você deve estar se questionando como construir uma, certo? Nesse processo, que demanda bastante tempo e trabalho duro de toda a liderança da organização, um passo fundamental é definir:

  • missão — por que a companhia existe;
  • visão — onde ela deve chegar em longo prazo;
  • valores — quais princípios jamais devem ser abandonados.

Quando o negócio é pequeno, se torna mais fácil transmitir esse direcionamento à equipe e acompanhar se os colaboradores estão alinhados. Conforme a empresa cresce, o processo fica mais difícil e o desafio é fortalecer a cultura organizacional.

Nesse caso, a dica é investir em gestão de pessoas, ações de comunicação, além de uma forte atuação da liderança. Esta, por sua vez, tem a missão de disseminar os valores da empresa, inspirar e motivar colaboradores, oferecer feedback, entre outras tarefas.

Contar com profissionais especializados e qualificados para realizarem a gestão de pessoas e a comunicação interna será positivo para disseminar a cultura da organização entre os colaboradores. Para tanto, serão utilizadas ferramentas como treinamentos, campanhas de comunicação, processo de onboarding, e por aí vai.

Agora você entende por que esse assunto é tão discutido dentro das empresas e universidades de todo o mundo? Ao conhecer a importância da cultura organizacional e aplicá-la em seu negócio será possível potencializar os resultados e conduzi-lo ao sucesso.

Gostou do nosso conteúdo? Acha que ele pode ser útil para seus amigos e colegas de trabalho? Então, compartilhe-o em suas redes sociais!

 

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Powered by Rock Convert